Vendas de imóveis em SP crescem 90% e atingem o melhor resultado desde 2004

SÃO PAULO – Com 2.858 unidades vendidas, fevereiro registrou recorde em comercializações de imóveis na cidade de São Paulo. O crescimento frente a janeiro foi de 89,5% - o melhor resultado para o mês desde 2004, revela pesquisa realizada pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação).

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o aumento foi de 83,7%. Segundo o levantamento, enquanto no ano passado apenas 7,7% dos imóveis ofertados na capital paulista foram comercializados no segundo mês de 2009, em fevereiro deste ano, o indicador VSO (Vendas sobre Oferta) atingiu 21,1% - ou seja, de cada mil imóveis residenciais em oferta, 211 foram vendidos, também o melhor fevereiro desde 2004.

De acordo com o Secovi-SP, o VGV (Valor Global das Vendas) em fevereiro alcançou R$ 915,1 milhões, um aumento de 55,9% frente ao valor verificado em janeiro deste ano, quando as vendas de imóveis novos movimentaram R$ 586,9 milhões. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o incremento foi de 157,7%.

Preferências e lançamentos

Os imóveis de dois dormitórios responderam por 46,4% do total, com 1.327 unidades vendidas. Na sequência, vêm os imóveis com três quartos, que representaram 29,3%, e de quatro dormitórios, que corresponderam a 17,2% do total de imóveis novos vendidos na capital paulista.

O número de lançamentos residenciais na cidade de São Paulo em fevereiro deste ano totalizou 1.644 unidades, um acréscimo de 178,6% na comparação com janeiro e 35,8% maior que o volume de fevereiro de 2010, segundo levantamento da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio).

Primeiro bimestre

Considerando o primeiro bimestre deste ano, houve alta de 63,6% nas vendas de imóveis novos em São Paulo frente ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram vendidas 4.366 unidades, contra 2.669 verificadas entre janeiro e fevereiro de 2009.

O VSO também foi maior no período frente ao ano passado. Entre janeiro e fevereiro, 16,2% dos imóveis ofertados foram comercializados, contra 6,6% registrados em 2009.

Considerando os lançamentos, 2.234 unidades foram entraram no mercado no primeiro bimestre, um aumento de 40,2% sobre a produção do mesmo período do ano passado, quando foram lançados 1.593 imóveis.
Fonte:MSM