Fique por dentro das taxas de financiamento cobradas pelos bancos privados e públicos

Foi efetuada uma pesquisa pela Revista Proteste que avaliou as taxas cobradas pelo financiamento bancários após as novas medidas econômicas tomadas pelo Governo.
Foram medidos o custo efetivo total (CET), os juros, os impostos, as taxas de administração e os encargos financeiros.

Visualize no quadro abaixo como ficaram as taxas:



O Programa Minha Casa Minha Vida não sofreu alteração.
Fonte: Época Negócios

Bancos privados seguem financiando até 80% do valor dos imóveis usados


Se o seu interesse é adquirir um imóvel usado, não há tantos motivos para se preocupar!
Bancos privados seguem financiando até 80% do valor dos imóveis usados.
Suas taxas de juros variam de uma instituição para outra.
Por esse motivo, o interessado, deve efetuar uma pesquisa e negociar as condições para a aquisição do crédito imobiliário.
O cliente deve fazer uma pesquisa, comparar as taxas e o CET (Custo Efetivo Total) oferecidos, pois devido a restrição da CEF em relação as condições de crédito, as taxas dos bancos apresentam grande variação.
As novas regras da CEF que entraram em vigor a partir de 04/05/2015 são as seguintes: juros mais altos e percentual menor para o limite de financiamento imobiliário.
No caso de contratos pelo SFH a liberação de financiamento baixou de 80% para 50% do valor total do imóvel.
Seguimos trabalhando para oferecer o melhor ao nosso cliente, auxiliando-o a conquistar o imóvel de seus sonhos!



Bancos privados baixam suas taxas de juros para o financiamento imobiliários

Segundo notícia divulgada no site do Jornal O Globo os bancos Bradesco e Itaú Unibanco anunciaram nova queda de juros nas taxas de finan...