Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Excelente momento para adquirir um imóvel - Redução das taxas de juros

Em mais uma investida do governo Dilma Rousseff para reduzir os juros cobrados pelos bancos no país, a Caixa Econômica Federal diminuiu em até 21% as taxas nos financiamentos imobiliários. O banco estatal é o primeiro a anunciar o esforço de redução dos valores para o crédito da casa própria. As novas taxas valerão apenas para novos financiamentos, contratados a partir do dia 4 de maio, data de início do próximo feirão de imóveis promovido pelo banco em 13 cidades. Os mutuários que adquirem um imóvel de até R$ 500 mil (dos quais a Caixa financia até R$ 450 mil) nas regras do SFH (Sistema Financeiro da Habitação) terão taxas reduzidas de 10% para 9% ao ano. Aqueles que tiverem conta corrente, cheque especial e cartão de crédito do banco poderão ter acesso a juros de 8,4% ao ano. Clientes que também recebem o salário na Caixa poderão ter juros de até 7,9%. "Todo cliente, independentemente de relacionamento com o banco, em um financiamento de R$ 200 mil, por exemplo, ec

Imóveis continuam sendo uma boa opção de investimento

O aumento dos preços dos imóveis nos últimos anos sinaliza que eles ainda são uma boa opção de investimento . Embora as vendas venham crescendo em um ritmo menor do que o verificado em 2010, quando o mercado imobiliário experimentou o seu ápice, o aumento do valor dos imóveis superou a alta da inflação nos últimos 50 meses em São Paulo, de acordo com os dados divulgados pelo índice FipeZap. Apenas nos últimos 12 meses, a alta na capital paulista foi de 24,7%. O diretor comercial da Requadra – empresa pioneira na retomada de incorporações residenciais no centro de São Paulo – Marcos França, explica que a compra de imóveis é, na maioria das vezes, uma excelente opção. “A valorização do imóvel tende a acompanhar, no mínimo, a inflação do período. Nunca conheci alguém que tivesse  comprado  um imóvel e que esse empreendimento não valorizasse ao longo do tempo”, comenta. Um dos exemplos de sucesso dos produtos da empresa é o Jardim Paulista, um empreendimento lançado em 2009, que te

É hora de pensar no futuro - Saiba como se planejar quando for comprar um novo imóvel

O sonho de comprar um imóvel é desejo de grande parcela dos brasileiros, porém o que muitos ainda esquecem na hora de conquistar a casa própria são as decisões diante do imóvel com o pensamento no futuro. É natural que solteiros, recém casados ou até mesmo que já tenham filhos, comprem um imóvel por impulso, e assim, esqueçam de analisar as necessidades reais. Algumas perguntas são indispensáveis na hora de escolher o imóvel, como:  * Em três anos estarei casado?  *Terei filhos? *Por quanto tempo pretendo ficar neste imóvel?  *Ele atenderá minhas expectativas?  Essas perguntas são fundamentais para que não haja um arrependimento futuro e ocasione transtornos com mudanças de imóvel e o pior, o desperdício de dinheiro. Para o engenheiro civil Flavio Figueiredo, Diretor da Daniel & Figueiredo Consultores Associados, quando alguém decide pela compra do imóvel, precisa escolher algo compatível com a sua família, tanto para o momento atual, quanto a médio ou longo prazo.

Saiba quais são os cuidados a tomar na hora de construir sua casa própria

SÃO PAULO – Com a ascensão financeira das classes sociais mais baixas, o  sonho  da  casa própria   está cada vez mais presente na vida dos brasileiros. Comprar um apartamento ou uma casa pronta é uma das maneiras de atingir o tão  sonhado  objetivo, mas muitas pessoas também acabam optando por construir a sua própria residência, com as características que mais lhe agradam. Para o educador financeiro e gerente-geral do INI (Instituto Nacional de Investidores), Mauro Calil, quem optar por  construir  deve fazer um planejamento para que a obra comece e termine dentro do prazo determinado. “Sou radicalmente contra a ideia de 'construir aos poucos'. A questão de ‘não apertar o orçamento’ não me parece real, pois a obra só para quando há algum problema orçamentário”, afirma Calil. “Colocado assim, 'construir aos poucos', parece-me algo colocado em segundo plano e não uma das mais importantes conquistas na vida de todas as famílias, que é a  casa  própria”, continua