Pular para o conteúdo principal

Paraíba receberá R$ 1 bilhão para casa própria até o final deste ano

A Caixa Econômica Federal na Paraíba espera fechar o ano de 2010 com até R$ 1 bilhão em financiamentos habitacionais, com crescimento de 100% sobre os R$ 499 milhões do ano passado. De acordo com o gerente regional de habitação da instituição, João Alves, o Programa Minha Casa, Minha Vida e os imóveis de até R$ 130 mil devem puxar a demanda por contratação.

Segundo João Alves, a projeção de R$ 1 bilhão é em um cenário positivo para o setor na Paraíba. “Na pior das hipóteses, estimamos R$ 800 milhões em financiamentos habitacionais, mas como a força do programa Minha Casa, Minha Vida será neste ano, principalmente por causa da aceleração dos projetos, nossa aposta é alta”.

O principal programa habitacional do governo federal deve ser responsável por, no mínimo, 50% dos valores a serem contratados. O primeiro quadrimestre do ano deve ser fechado com a contratação de R$ 270 milhões em 6,2 mil unidades habitacionais, entre negócios firmados no balcão e intermediados pelo setor público.

Conforme João Alves, a classe média deve ser a maior responsável pelo crescimento do setor habitacional, com a aquisição de imóveis de até R$ 130 mil. Em 2008, os valores de contratações habitacionais foram de R$ 279 milhões, havendo um crescimento de 80% de 2008 para 2009. Segundo a assessoria de comunicação da Caixa Econômica Federal, o setor da construção civil criou mais de 35 mil postos de trabalho no estado em 2009, com uma significativa contribuição da Caixa, responsável por aproximadamente 80% de todos os financiamentos imobiliários feitos na Paraíba.

Brasil - Em âmbito nacional, a expectativa da Caixa é alcançar os R$ 60 bilhões em financiamentos habitacionais. No primeiro trimestre, a instituição já destinou R$ 17 bilhões para o setor, recorde para o período e 112,50% superior aos R$ 8 bilhões do primeiro trimestre do ano passado.

Conforme o superintendente nacional de marketing e comunicação da Caixa, Clauir Luiz Santos, os valores podem até passar dos R$ 60 bilhões. “Foram R$ 17 bilhões em três meses, considerando que em fevereiro teve o carnaval e, nesse ritmo, vai ser bem mais que R$ 60 bilhões”. Ele destaca que o orçamento do banco estatal para o setor era de R$ 50 bilhões para este ano, depois de um resultado de R$ 47 bilhões em financiamentos em 2009.

A principal demanda para o financiamento da casa própria no primeiro trimestre veio da classe média, que correspondeu a R$ 10 bilhões dos R$ 17 bilhões concedidos. O restante se dividiu entre a baixa renda e os recursos destinados ao Minha Casa, Minha Vida. “A classe média faz avançar a construção civil no país, o que provavelmente tem a ver com o aumento da renda e o crescimento da oferta. É um fenômeno”, afirma Clauir Luiz Santos.

4.427 unidades do Minha Casa - A Caixa Econômica Federal financiou no primeiro ano do Programa Minha Casa, Minha Vida 408.674 imóveis, com investimentos da ordem de R$ 22,8 bilhões. Somente no primeiro trimestre de 2010 foram contratadas 133.146 novas moradias pelo programa. Este resultado representa o maior volume de unidades habitacionais novas financiadas dos últimos vinte anos no período. Em 2009, o PMCMV foi responsável por 45,7% do total de novas unidades habitacionais financiadas por todas as entidades integrantes do Sistema Financeiro de Habitação. Na Paraíba foram financiadas 4.427 unidades habitacionais, totalizando R$ 259.576.728,00.

O banco recebeu 813.719 propostas de 2044 construtoras desde o lançamento do programa até a primeira quinzena de abril. Desse número, 480.668 são destinadas às famílias com renda de zero a três salários mínimos, público-alvo do MCMV, representando 120% da meta estipulada. Para essas famílias, 203.997 propostas já foram contratadas. Já para as famílias com renda de três a seis salários mínimos foram 167.368 contratações de moradias.

O programa, lançado em abril de 2009 pelo governo federal, tem como objetivo implementar o Plano Nacional de Habitação, construir um milhão de moradias, aumentar o acesso das famílias de baixa renda à casa própria e gerar emprego e renda por meio do aumento do investimento na construção civil. No mês passado foi lançado o PAC2, que prevê investimentos para construção de dois milhões de novas moradias.

Thadeu Rodrigues (Correio da Paraíba)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Imóvel na praia - conheça o que significa Laudêmio

O que é Laudêmio  É uma taxa a ser paga à União quando de uma transação com escritura definitiva de compra e venda, em terrenos de marinha. As taxas de ocupação ou foro são pagas anualmente, divididas em cotas. Os possuidores de imóveis localizados em áreas de marinha dividem-se em dois tipos: OCUPANTES (tem apenas o direito de ocupação e são a maioria) e os FOREIROS (os que têm contratos de foro e possuem mais direitos que o ocupante, pois têm também o domínio útil) - estão incluídos nessas categorias os moradores da Baixada Santista e demais cidades brasileiras. Conforme Decreto-Lei nº 9.760/1946, são terrenos de marinha em uma profundidade de 33 metros, medidos horizontalmente para a parte da terra, da posição da linha da preamar-média de 1.831:  a) Os situados no continente, na costa marítima e nas margens dos rios e lagoas, até onde se faça sentir a influência das marés;  b) Os que contornam as ilhas, situados em zonas onde se faça sentir a influência das marés. O que é Fo

ETAPAS PARA COMPRAR IMÓVEL ATRAVÉS DO FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO

1. Vantagens do Financiamento Bancário: O financiamento bancário é a forma mais ágil e prática para realizar o sonho da casa própria, sendo a modalidade mais procurada e preferida do brasileiro para compra do imóvel. Para se ter uma ideia, em 2018 mais de 228 mil imóveis foram financiados por essa modalidade. Dentre as vantagens, destacamos: - taxas de financiamento mais atrativas, o que torna mais agradável comprar um imóvel ao invés de pagar por um imóvel alugado, que ao final do contrato de aluguel, não será seu. - o contrato de financiamento bancário já tem o poder de escritura, ou seja, não há custos a mais.   2. O que é o imóvel ideal e como escolher: Comece primeiramente fazendo uma busca por um imóvel que lhe traga os benefícios que são importantes para você e sua família. Recomenda-se fazer um levantamento dos seguintes pontos que serão úteis na sua decisão: - Lazer...vou utilizar e ter tempo para todos os itens que o residencial oferece? - Mensalmente ha

Guia de Financiamento Imobiliário

Confira um passo a passo, para realização do financiamento imobiliário. Veja abaixo todos as formas de financiamento para que você realize o sonho da casa própria. Carta de Crédito FGTS Com essa linha de crédito da CAIXA,você usa os recursos do seu FGTS para financiar até 100% da sua casa nova e tem até 30 anos para pagar. Tudo isso com juros bem pequenos, que cabem no seu bolso. Agora é sua vez de comprar a casa que sempre quis, seja ela nova ou usada, em planta ou em construção. PARA FAZER ESTE FINANCIAMENTO VOCÊ PRECISA: Ser brasileiro Ser estrangeiro com visto permanente Ser maior de 18 anos ou emancipado Ter capacidade civil Ter idoneidade cadastral (nome limpo) Ter capacidade de pagamento Não ter um imóvel onde mora Não ser comprador de um imóvel Não ter recebido desconto pelo FGTS Sua idade e o prazo de pagamento não podem passar 80 anos  Carta de Crédito SBPE Financiando a realização do seu sonho com recursos do SBPE(Sistema Brasileiro de Poupa