Aluguéis no São João do interior chegam a R$ 2,5 mil

Os festejos alusivos a São João já movimentam os municípios paraibanos. Muito mais do que destacar as peculiaridades culturais da maior festa regional do Nordeste, as comemorações juninas, nos últimos anos, seguem a tendência de aglutinar multidões em grandes eventos que envolvem apresentações de dezenas de bandas de forró – em média, quatro por noite. Envoltos por um forte apelo turístico, os megaespetáculos musicais contribuem para fomentar as economias locais. Quem almeja se divertir em arraiais tradicionais, precisa recorrer a pequenas cidades e sítios em que se preserva a cultura dos arraiais matutos.

Segundo o professor da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e integrante da Comissão Paraibana de Folclore, Osvaldo Meira Trigueiro, as festas juninas vêm se transformando, da mesma maneira que tem ocorrido com quaisquer outras atividades culturais. “O São João está sendo alvo da espetacularização. As cidades têm realizado grandes festas amplamente divulgadas pela mídia, que chamam atenção, justamente, pela apresentação de bandas de ‘forró eletrônico’”, explicou.

A maioria das pessoas que saem da Capital com destino aos municípios do interior durante o período junino, segundo o professor, vai em busca destas grandes festas. “Esses eventos são organizados para reunir multidões e atender aos interesses turísticos. Não condeno a prática, apenas observo e questiono”, destacou.

Fonte: Correio da Paraíba