Pular para o conteúdo principal

Cuidados que devem ser tomados ao alugar um imóvel para temporada

Em épocas de férias ou feriados torna-se bastante comum a locação de imóveis localizados, em especial, no litoral ou estâncias turísticas, sem no entanto, que sejam tomadas as devidas precauções. Esse tipo de locação é a que chamamos de “locação para temporada”, regulamentada na Seção 2 da lei 8245/91, que trata da locação de bens imóveis urbanos.

Conforme se verifica da leitura do artigo 48 desta lei, e que adiante transcrevemos, esse tipo de locação não se presta exclusivamente para fins de lazer. Vejamos:

“Art. 48: Considera-se locação para temporada aquela destinada à residência temporária do locatário, para prática de lazer, realização de cursos, tratamento de saúde, feitura de obras em seu imóvel, e outros fatos que decorrem tão-somente de determinado tempo, e contratada por prazo não superior a noventa dias, esteja ou não mobiliado.”

Vale destacar que o prazo limite de 90 dias é determinante para que se caracterize a locação para temporada e não uma locação pura, residencial, de imóvel urbano.

Sendo uma locação para temporada, o locador (proprietário) poderá receber antecipadamente, e de uma só vez, os aluguéis e encargos, bem como exigir qualquer uma das modalidades de garantia previstas em lei (fiança, seguro de fiança locatícia, caução e cessão fiduciária de quotas de fundos de investimento).

Tratando-se de uma locação de imóvel mobiliado, deverá constar a descrição dos móveis e utensílios que o compõem, detalhando também, o estado em que se encontram.

Se o locatário (inquilino) permanecer no imóvel após o prazo contratado, o locador poderá, no prazo subsequente de 30 dias, instaurar ação de despejo na qual o juiz concederá a liminar para desocupação no prazo de 15 dias, conforme determina o artigo 50, parágrafo 1º, inciso III da lei 8245/91.

Por fim, para evitar desconfortos e decepções, recomenda-se ao futuro locatário de imóvel para temporada, que tome algumas cautelas, a saber:

(a) sempre que possível, visitar o imóvel que será locado, de modo a não alugá-lo com base apenas em fotografias;

(b) relacionar e descrever o estado dos objetos/mobiliário que compõem o imóvel e a locação (laudo de vistoria, com relatório fotográfico);

(c) ao restituir o imóvel, solicitar do locador o termo de recebimento das chaves e quitação do estado de entrega do imóvel e dos objetos/mobiliário;

(d) noticiar, de imediato ao locador, qualquer ocorrência em relação ao imóvel, como por exemplo, algum equipamento que não esteja funcionando ou a necessidade de se contratar um profissional para algum reparo urgente (por exemplo, encanador, eletricista, etc);

(e) respeitar, quando assim estiver disposto no contato de locação, o limite de pessoas que estará ocupando o imóvel locado.
Fonte: UOL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Imóvel na praia - conheça o que significa Laudêmio

O que é Laudêmio  É uma taxa a ser paga à União quando de uma transação com escritura definitiva de compra e venda, em terrenos de marinha. As taxas de ocupação ou foro são pagas anualmente, divididas em cotas. Os possuidores de imóveis localizados em áreas de marinha dividem-se em dois tipos: OCUPANTES (tem apenas o direito de ocupação e são a maioria) e os FOREIROS (os que têm contratos de foro e possuem mais direitos que o ocupante, pois têm também o domínio útil) - estão incluídos nessas categorias os moradores da Baixada Santista e demais cidades brasileiras. Conforme Decreto-Lei nº 9.760/1946, são terrenos de marinha em uma profundidade de 33 metros, medidos horizontalmente para a parte da terra, da posição da linha da preamar-média de 1.831:  a) Os situados no continente, na costa marítima e nas margens dos rios e lagoas, até onde se faça sentir a influência das marés;  b) Os que contornam as ilhas, situados em zonas onde se faça sentir a influência das marés. O que é Fo

ETAPAS PARA COMPRAR IMÓVEL ATRAVÉS DO FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO

1. Vantagens do Financiamento Bancário: O financiamento bancário é a forma mais ágil e prática para realizar o sonho da casa própria, sendo a modalidade mais procurada e preferida do brasileiro para compra do imóvel. Para se ter uma ideia, em 2018 mais de 228 mil imóveis foram financiados por essa modalidade. Dentre as vantagens, destacamos: - taxas de financiamento mais atrativas, o que torna mais agradável comprar um imóvel ao invés de pagar por um imóvel alugado, que ao final do contrato de aluguel, não será seu. - o contrato de financiamento bancário já tem o poder de escritura, ou seja, não há custos a mais.   2. O que é o imóvel ideal e como escolher: Comece primeiramente fazendo uma busca por um imóvel que lhe traga os benefícios que são importantes para você e sua família. Recomenda-se fazer um levantamento dos seguintes pontos que serão úteis na sua decisão: - Lazer...vou utilizar e ter tempo para todos os itens que o residencial oferece? - Mensalmente ha

João Pessoa no programa 50 por 1

Pôr do Sol do Jacaré e Areia Vermelha serão destaques Será exibido neste sábado (1º), meia noite e quinze, o Especial de Verão Paraíba do Programa 50 por 1, do apresentador Álvaro Garnero, da TV Record. Com a família, o apresentador conheceu os quatro cantos do mundo e, em 2007, suas viagens viraram seu trabalho, dando a oportunidade a milhões de telespectadores conhecerem os destinos turísticos por ele visitado. Considerado um dos melhores programas de viagens da TV aberta, o 50 por 1 tem como principal característica fugir dos roteiros tradicionais de viagens, atingindo um público de aproximadamente 8 milhões de telespectadores. A Paraíba foi um dos destinos escolhidos para o Especial de Verão exclusivo sobre o Brasil. Não se trata de um programa de viagens comum, mas um programa de experiências, porque, segundo Garnero, "um lugar não é para se ver, mas para se viver". E para viver Cabedelo, o apresentador visitou o Pôr-do-Sol de Jacaré e a Ilha de Areia Vermelha, divulga