Pular para o conteúdo principal

Alugue um novo imóvel de forma descomplicada. Saiba como o Seguro Locação ganhou a preferência no mercado de aluguéis!

Atualmente uma das formas mais práticas e rápidas para alugar um imóvel é através da contratação de um seguro. 
Motivos que tornam esta realidade bem aceita e preferida no mercado são classificadas pelos fatores: 
  • não há a necessidade de fiador;
  • rapidez e agilidade na aprovação;
  • necessidade apenas da comprovação de renda;
  • concorre a sorteios mensais pela Loteria Federal, no valor do título;
  • resgate integral do valor corrigido;
  • dá direito a serviços de assistência como: encanador, chaveiro, eletricista, conserto de eletrodomésticos;
  • pode ser transferido ao final da locação para outro imóvel, com a autorização do locador ou da imobiliária.

Usualmente esse seguro, classificado como Seguro Título de Capitalização é vendido por uma companhia de seguros e seu valor pode variar dependendo do aluguel, IPTU, condomínio. Geralmente, para um contrato de aluguel de 12 meses, ele corresponde a 3 meses de aluguel e para um contrato de 30 meses, são 6 meses de aluguel.
Esse valor ficará retido na conta da seguradora até o final do contrato de locação, da mesma forma que uma caução.
Ele poderá ser usado pelo locador nas seguintes situações: 
  • caso o locatário fique inadimplente; 
  • para reparo de danos no imóvel, caso o mesmo não seja devolvido nas mesmas condições que foi recebido; 
  • para quitar alguma dívida pendente como condomínio, água e luz.

Para resgatar o título de capitalização é necessário somente a rescisão contratual que poderá ser feita pelo proprietário ou pela imobiliária.
Há a possibilidade também do resgate a qualquer momento, antes do término do contrato, tanto para rescindir ou alterar a modalidade da garantia do contrato; só que nesse caso o locatário não irá receber 100% do valor aplicado.
Os documentos necessários são os mesmos solicitados para a locação:
  • Ficha cadastral preenchida;
  • CPF;
  • RG;
  • Comprovação de renda (superior a 3 vezes o valor do aluguel, juntamente com os encargos do IPTU e condomínio);
  • Não estar com o nome negativado.

Viu como é prático? Não se preocupe mais em procurar um fiador. Faça já o seu seguro locação na modalidade Título de Capitalização.

Postagens mais visitadas deste blog

Valor do m² segundo pesquisa do CRECI/ PB em João Pessoa

Ontem o CRECI - PB divulgou a Pesquisa de Demanda Imobiliária demonstrando dados do mercado imobiliário. Segundo esta pesquisa, o valor do m² praticado na capital (ref. abril/12) é o seguinte: Bairro Valor do m² (R$) Tambaú 5.810,85  Cabo Branco 5.620,19 Manaíra   4.927,35 Miramar   4293,45 Altiplano  4.242,64 Bairro dos Estados 4.153,41 Jardim Luna   4.138,61 Jardim Oceania 3.092,50 Bessa   3.819,01 Tambauzinho   3.694,39 Aeroclube 3.554,39 Jardim 13 de Maio 3.429,11 Jardim São Paulo 3.260,29 Expedicionários 3.248,84 Torre 3.142,06 Castelo Branco 3.021,93 Bancários 2.815,73 Jardim Cidade Universitária 2.329,59 Portal do Sol 2.314,94 Água Fria 2.237,04 Ernesto Geisel 2.213,22 Rangel 2.1

Imóvel na praia - conheça o que significa Laudêmio

Laudêmio  É uma taxa a ser paga à União quando de uma transação com escritura definitiva de compra e venda, em terrenos de marinha. As taxas de ocupação ou foro são pagas anualmente, divididas em cotas. Os possuidores de imóveis localizados em áreas de marinha dividem-se em dois tipos: OCUPANTES (tem apenas o direito de ocupação e são a maioria) e os FOREIROS (os que têm contratos de foro e possuem mais direitos que o ocupante, pois têm também o domínio útil) - estão incluídos nessas categorias os moradores da Baixada Santista e demais cidades brasileiras. Conforme Decreto-Lei nº 9.760/1946, são terrenos de marinha em uma profundidade de 33 metros, medidos horizontalmente para a parte da terra, da posição da linha da preamar-média de 1.831:  a) Os situados no continente, na costa marítima e nas margens dos rios e lagoas, até onde se faça sentir a influência das marés;  b) Os que contornam as ilhas, situados em zonas onde se faça sentir a influência das marés. O que é Foro? O f

Guia de Financiamento Imobiliário

Confira um passo a passo, para realização do financiamento imobiliário. Veja abaixo todos as formas de financiamento para que você realize o sonho da casa própria. Carta de Crédito FGTS Com essa linha de crédito da CAIXA,você usa os recursos do seu FGTS para financiar até 100% da sua casa nova e tem até 30 anos para pagar. Tudo isso com juros bem pequenos, que cabem no seu bolso. Agora é sua vez de comprar a casa que sempre quis, seja ela nova ou usada, em planta ou em construção. PARA FAZER ESTE FINANCIAMENTO VOCÊ PRECISA: Ser brasileiro Ser estrangeiro com visto permanente Ser maior de 18 anos ou emancipado Ter capacidade civil Ter idoneidade cadastral (nome limpo) Ter capacidade de pagamento Não ter um imóvel onde mora Não ser comprador de um imóvel Não ter recebido desconto pelo FGTS Sua idade e o prazo de pagamento não podem passar 80 anos  Carta de Crédito SBPE Financiando a realização do seu sonho com recursos do SBPE(Sistema Brasileiro de Poupa