Pular para o conteúdo principal

Bancos privados baixam suas taxas de juros para o financiamento imobiliários

Segundo notícia divulgada no site do Jornal O Globo os bancos Bradesco e Itaú Unibanco anunciaram nova queda de juros nas taxas de financiamento imobiliário.
Essa decisão foi tomada após a redução da taxa Selic, a básica de juros, trazendo novas opções ao consumidor para que ele possa optar qual o banco que lhe fornecerá melhores serviços e taxas.
No Banco Bradesco, a taxa mínima anunciada será de 7,3% a.a. mais TR (taxa referencial), com um prazo de financiamento de até 360 meses, onde o cliente poderá financiar até 80% do valor do imóvel, comprometendo no máximo 30% de sua renda na prestação mensal.
O Banco Itaú anunciou que nessa semana também irá reduzir sua taxa para 7,45% a.a. mais a TR (taxa referencial), levando em conta o perfil e o relacionamento do cliente com o banco.
Segundo a diretora do Banco Itaú, Cristiane Magalhães, o mercado imobiliário está crescendo, e a compra de um imóvel é uma decisão relevante na vida das pessoas. Concluiu que é uma oportunidade de viabilizar sonhos e estabelecer uma relação de longo prazo com os clientes, além de contribuir para a retomada do setor.
Para a coordenadora de Projetos da Construção do FGV IBRE, Ana Castelo, até o fim do ano há espaço para novas quedas das taxas de juros praticadas pelos bancos destinadas ao financiamento imobiliário e a taxa Selic está no seu menor patamar histórico. Ressalta ainda que na medida em que há uma queda nas taxas de juros e condições mais favoráveis aos compradores, cresce a possibilidade de incluir mais famílias nos financiamentos de imóveis, em um momento de retomada lenta da economia e do mercado imobiliário.
Foi lançado pela CEF (Caixa Econômica Federal) uma nova linha de financiamento bancário atrelada ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), o qual mede a inflação oficial do nosso país. Atualmente esse percentual está em 3,22% no período dos últimos 12 meses. Essa noma modalidade proporciona uma economia inicial devido ao fato de oferecer taxas mais baixas, de 2,95% a.a. a 4,95 a.a., acrescida da variação da inflação.
Segundo o jornal, o Banco Santander já havia reduzido suas taxas no mês de julho para financiamento de imóveis em 35 anos, de 8,99% para 7,99% a.a., mais a TR (taxa referencial), com uma renda mínima necessária de R$ 2.500,00 e comprometimento de renda máxima entre 30% a 35%, mediante análise pelo banco.
Destaca o Diretor de Produtos de Crédito para Pessoa Física do Santander, Gustavo Alejo, que o Banco Santander foi o primeiro a baixar a taxa de juros para a casa de um dígito, em 2017, e que no ano passado deu um novo reposicionamento das suas taxas.
Cabe agora ao consumidor analisar qual banco lhe oferece melhores condições e serviços para realizar o seu desejo de ter a sua casa própria.

Postagens mais visitadas deste blog

Valor do m² segundo pesquisa do CRECI/ PB em João Pessoa

Ontem o CRECI - PB divulgou a Pesquisa de Demanda Imobiliária demonstrando dados do mercado imobiliário. Segundo esta pesquisa, o valor do m² praticado na capital (ref. abril/12) é o seguinte: Bairro Valor do m² (R$) Tambaú 5.810,85  Cabo Branco 5.620,19 Manaíra   4.927,35 Miramar   4293,45 Altiplano  4.242,64 Bairro dos Estados 4.153,41 Jardim Luna   4.138,61 Jardim Oceania 3.092,50 Bessa   3.819,01 Tambauzinho   3.694,39 Aeroclube 3.554,39 Jardim 13 de Maio 3.429,11 Jardim São Paulo 3.260,29 Expedicionários 3.248,84 Torre 3.142,06 Castelo Branco 3.021,93 Bancários 2.815,73 Jardim Cidade Universitária 2.329,59 Portal do Sol 2.314,94 Água Fria 2.237,04 Ernesto Geisel 2.213,22 Rangel 2.1

Imóvel na praia - conheça o que significa Laudêmio

Laudêmio  É uma taxa a ser paga à União quando de uma transação com escritura definitiva de compra e venda, em terrenos de marinha. As taxas de ocupação ou foro são pagas anualmente, divididas em cotas. Os possuidores de imóveis localizados em áreas de marinha dividem-se em dois tipos: OCUPANTES (tem apenas o direito de ocupação e são a maioria) e os FOREIROS (os que têm contratos de foro e possuem mais direitos que o ocupante, pois têm também o domínio útil) - estão incluídos nessas categorias os moradores da Baixada Santista e demais cidades brasileiras. Conforme Decreto-Lei nº 9.760/1946, são terrenos de marinha em uma profundidade de 33 metros, medidos horizontalmente para a parte da terra, da posição da linha da preamar-média de 1.831:  a) Os situados no continente, na costa marítima e nas margens dos rios e lagoas, até onde se faça sentir a influência das marés;  b) Os que contornam as ilhas, situados em zonas onde se faça sentir a influência das marés. O que é Foro? O f

Guia de Financiamento Imobiliário

Confira um passo a passo, para realização do financiamento imobiliário. Veja abaixo todos as formas de financiamento para que você realize o sonho da casa própria. Carta de Crédito FGTS Com essa linha de crédito da CAIXA,você usa os recursos do seu FGTS para financiar até 100% da sua casa nova e tem até 30 anos para pagar. Tudo isso com juros bem pequenos, que cabem no seu bolso. Agora é sua vez de comprar a casa que sempre quis, seja ela nova ou usada, em planta ou em construção. PARA FAZER ESTE FINANCIAMENTO VOCÊ PRECISA: Ser brasileiro Ser estrangeiro com visto permanente Ser maior de 18 anos ou emancipado Ter capacidade civil Ter idoneidade cadastral (nome limpo) Ter capacidade de pagamento Não ter um imóvel onde mora Não ser comprador de um imóvel Não ter recebido desconto pelo FGTS Sua idade e o prazo de pagamento não podem passar 80 anos  Carta de Crédito SBPE Financiando a realização do seu sonho com recursos do SBPE(Sistema Brasileiro de Poupa