Investimentos imobiliários são os mais seguros e rentáveis da capital paraibana

Brasileiros começam a pensar cada vez mais cedo na estabilidade financeira. Conhecidos como “bens de raiz”, os imóveis apresentam uma valorização superior a qualquer outro tipo de aplicação financeira, afirmam os especialistas. Em João Pessoa, apartamentos dobram de valor negociável a cada quatro anos, tendo um crescimento aproximado de 25% ao ano.

Os “kitnets”, por exemplo, compreendem uma boa opção de investimento imobiliário, pois maximizam o número de apartamentos por área e possuem valor de aluguel baixo. Essas características atendem a um público específico e garantem rotatividade dos inquilinos durante o ano todo. “As taxas de juros das cadernetas de poupança, por exemplo, estão mais baixas e isso faz com que as pessoas migrem para outras formas de investimento”, afirma Irenaldo Quintans, presidente do Sindicato da Indústria Civil de João Pessoa (Sinduscon).

Este caminho foi seguido pelo servidor público, Davi Cavalcanti, de 25 anos, que se preocupou em buscar alternativas para complementar sua renda. Surgiu, então, a oportunidade de compra de um terreno num bairro residencial no qual a família já possuía um apartamento alugado. “Resolvi apostar no negócio porque um conjunto de características favorece o investimento, dentre elas, a segurança de retorno financeiro”, comenta.

O jovem possui, hoje, oito apartamentos populares que começaram a ser construídos, um a um, há quatro anos. “Uma frase de Nando Reis diz o seguinte: ‘certeza é o chão do imóvel’. Após o final das primeiras construções, que duraram seis meses, já havia propostas de compra com o valor 60% acima do investido”, explica.

Ele acrescenta que está em fase de planejamento para novas construções ainda mais ambiciosas. “Tenho um terreno em uma praia pouco habitada, adquirido por um valor extremamente baixo. Passados 12 anos, ele sofreu uma valorização de mil por cento”, ressalta.

Compre, construa e alugue

O imóvel valoriza juntamente com a taxa de habitantes de uma região. É a lei da oferta e da procura. “Esse crescimento também diz respeito à verticalização das cidades e ao turismo, além das facilidades de crédito e financiamento”, comenta Irenaldo Quintans, presidente do Sinduscon. Seguro e rentável, este tipo de investimento sempre foi garantia de retorno, segundo especialistas.

No caso dos aluguéis, há duas formas de se ganhar, um imóvel alugado rende o valor referente ao aluguel e se valoriza ao longo dos anos. E é pensando nisso que fica ainda mais fácil querer entrar para o negócio.

Para quem quer maximizar os lucros com aluguéis, é importante se planejar e, para Davi Cavalcanti, dono de imóveis alugados, investir na compra do terreno. “Casas prontas geralmente são grandes, aumentam o custo de investimento e o aluguel sai caro”. Para ele, um aluguel caro significa um mau negócio para o inquilino, já que, com as possibilidades de crédito, quem pagaria R$600 em aluguéis deverá optar por financiamento ao invés de arcar com o valor do aluguel.

Por Maria Livia Cunha