Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2010

João Pessoa no programa 50 por 1

Pôr do Sol do Jacaré e Areia Vermelha serão destaques Será exibido neste sábado (1º), meia noite e quinze, o Especial de Verão Paraíba do Programa 50 por 1, do apresentador Álvaro Garnero, da TV Record. Com a família, o apresentador conheceu os quatro cantos do mundo e, em 2007, suas viagens viraram seu trabalho, dando a oportunidade a milhões de telespectadores conhecerem os destinos turísticos por ele visitado. Considerado um dos melhores programas de viagens da TV aberta, o 50 por 1 tem como principal característica fugir dos roteiros tradicionais de viagens, atingindo um público de aproximadamente 8 milhões de telespectadores. A Paraíba foi um dos destinos escolhidos para o Especial de Verão exclusivo sobre o Brasil. Não se trata de um programa de viagens comum, mas um programa de experiências, porque, segundo Garnero, "um lugar não é para se ver, mas para se viver". E para viver Cabedelo, o apresentador visitou o Pôr-do-Sol de Jacaré e a Ilha de Areia Vermelha, divulga

Saiba como declarar imóveis no Imposto de Renda 2010

Especialistas ensinam a informar os bens sem erros. Devem ser informados apenas valores que já foram pagos. A principal recomendação para evitar erros na hora de informar um imóvel na declaração do Imposto de Renda é considerar a situação em que ele se encontra. Bens financiados, quitados, doados ou adquiridos via consórcio precisam ser declarados de maneiras distintas. O G1 consultou os especialistas Antônio Teixeira, da IOB, e Andréa Teixeira, da FiscoSoft, que ensinam o passo a passo para o perfil de cada contribuinte. De acordo com os especialistas, uma regra geral vale para declarar imóveis: só deve ser informado à Receita o valor que já foi pago, seja em um pagamento à vista, comprado na planta, financiado, pago em entrada seguida de prestações de financiamento ou em parcelas de consórcio. "Toda vez que você financia um imóvel e ele é dado como garantia você reconhece o que pagou no período de apuração. Se eu paguei 12 parcelas em 2009, esse é o valor do custo do bem",

Regras do uso do FGTS para compra de imóvel

Com a possibilidade de uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) na hora de comprar um imóvel, seja com pagamento à vista, através de financiamento ou de consórcio, fica mais fácil sonhar com a casa própria. Mas esse assunto não é tão simples na cabeça do comprador. Muitos têm dúvidas sobre o limite máximo do valor de imóvel ou sobre a possibilidade de uso do fundo na compra de um segundo apartamento. “O FGTS pode ser usado para a compra financiada de um imóvel no valor de até R$ 500 mil. Esse fundo pode abater até 80% do valor da prestação por um período máximo de 12 meses. Caso a pessoa queira usar o fundo garantidor novamente, deverá aguardar um prazo de três anos e não deve ter nenhum imóvel em seu nome”, explica o presidente do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci), João Teodoro da Silva. Durante duas semanas, o especialista em mercado imobiliário tirou dúvidas dos leitores sobre o uso do FGTS na compra financiada do imóvel. O Morar Bem selecionou algumas

Habite-se: um importante documento que atesta a legalidade do imóvel

Água e luz não significam que a certidão tenha sido emitida Foi amor à primeira vista. A família adorou. Os amigos não vêem a hora de promover um animado churrasco para comemorar a mudança. Você já se imagina vivendo no lugar que pediu a Deus, um verdadeiro pedaço do paraíso na terra. O enredo, tão familiar a quem se encanta com a aquisição de um novo imóvel pode, entretanto, não ter um final feliz. A ausência de um documento chamado Habite-se, emitido pela prefeitura de sua cidade, pode inviabilizar a aquisição do imóvel por financiamento, impedir a venda (caso você já o tenha comprado), doação ou a inclusão em herança. Mas afinal, o que é o Habite-se? É o documento que atesta a legalidade do imóvel, ou seja, sua existência do ponto de vista jurídico. Por isso, sua inexistência provoca tantas restrições. Tantos são os problemas que a falta do documento pode acarretar que era de se esperar que poucos fossem os imóveis sem Habite-se. Ledo engano. Segundo a mais recente estimativa d

Cuidados na Compra de Imóvel Pronto e Acabado

Providências que podem oferecer razoável margem de segurança no investimento e evitar aborrecimentos e prejuízos futuros. O comprador de um imóvel pronto e acabado deve tomar alguns cuidados e exigir ou providenciar alguns documentos que podem lhe dar razoável margem de segurança no investimento e evitar grandes aborrecimentos e ou graves prejuízos futuros. Vejamos alguns: - Informações comerciais sobre o vendedor. Se o vendedor não gozar de credibilidade comercial o risco será sempre grande e, mesmo com todos os demais documentos, o negócio pode não ser aconselhável; - Certidão negativa de protestos, fornecida pelo cartório distribuidor de protestos da comarca. Este documento pode informar se o vendedor tem dívidas já vencidas, sem pagamento e, portanto, sujeitas a se transformarem em ações de execução; - Certidão negativa de execuções e ações tramitando contra o vendedor na Justiça Cível, Justiça Federal e Justiça do Trabalho. A análise destes documentos é que poderá orientar os l

Recorde de financiamento imobiliário com recursos da poupança em março

As operações de crédito imobiliário com recursos da poupança atingiram R$ 4,1 bilhões em março, registrando o melhor resultado para esse mês da série histórica, iniciada em 1967, de acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira pela Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança). O montante superou em 37,7% os R$ 3,0 bilhões registrados em fevereiro e em mais de 82% os R$ 2,3 bilhões contratados no mesmo mês do ano passado. No acumulado do primeiro trimestre, as contratações somaram R$ 9,98 bilhões, batendo novo recorde para o período, com crescimento de 70% no comparativo com igual intervalo em 2009. Em março, 28.912 unidades foram financiadas, com alta de 17% sobre fevereiro e de 34,8% no confronto com o mesmo mês no ano passado. No primeiro trimestre (76.539 imóveis), houve aumento de 38%. O resultado reforça a estimativa da Abecip de que 2010 registrará um novo recorde nas operações de crédito imobiliário realizadas pelos agentes do SBPE (Si

Cuidados jurídicos que devem ser tomados na compra de um imóvel

A aquisição de imóvel é sempre um momento especial, seja pelo significado de conquista que está implícito no ato, seja pela complexidade quanto à definição de qual imóvel comprar e a segurança jurídica do negócio entabulado. Tratarei aqui, ainda que em linhas gerais, sobre as cautelas jurídicas que devemos ter ao adquirir um imóvel. Partiremos do princípio de que a escolha do imóvel já está definida – resta, assim, a análise jurídica da aquisição. Tratando-se de imóvel pronto, novo ou usado, cabe analisar a sua situação perante o Registro Imobiliário e perante o cadastro municipal de contribuintes (IPTU). Vale destacar: não basta ter um contrato particular, um termo de quitação ou escritura definitiva. É fundamental que o registro do respectivo título esteja constando no Registro de Imóveis competente. O registro do título aquisitivo (ou seja, do contrato particular, do instrumento público de escritura definitiva; do formal de partilha, da carta de adjudicação ou de outro título que

Apartamento em Miramar para venda

Belíssimo apartamento com vista para o mar, nascente. Novo!! valor R$ 540.000,00 Sala(s): 3 com ampla varanda Quarto(s): 4 sendo 1 suíte master Banheiro(s): 1 ´ Cozinha(s): 1 com despensa Dep. de Empregada: 1 Vaga(s) na garagem: 2 com depósito Área de Serviço: Sim Closet: Sim Piscina: 1 Sauna: Sim Salão de Festa: Sim Monitoramento 24 hs

Paraíba receberá R$ 1 bilhão para casa própria até o final deste ano

A Caixa Econômica Federal na Paraíba espera fechar o ano de 2010 com até R$ 1 bilhão em financiamentos habitacionais, com crescimento de 100% sobre os R$ 499 milhões do ano passado. De acordo com o gerente regional de habitação da instituição, João Alves, o Programa Minha Casa, Minha Vida e os imóveis de até R$ 130 mil devem puxar a demanda por contratação. Segundo João Alves, a projeção de R$ 1 bilhão é em um cenário positivo para o setor na Paraíba. “Na pior das hipóteses, estimamos R$ 800 milhões em financiamentos habitacionais, mas como a força do programa Minha Casa, Minha Vida será neste ano, principalmente por causa da aceleração dos projetos, nossa aposta é alta”. O principal programa habitacional do governo federal deve ser responsável por, no mínimo, 50% dos valores a serem contratados. O primeiro quadrimestre do ano deve ser fechado com a contratação de R$ 270 milhões em 6,2 mil unidades habitacionais, entre negócios firmados no balcão e intermediados pelo setor público.

Formas de pagamento para o imóvel em construção

O consumidor deve estar atento às parcelas: quando o contrato tiver prazo superior a três anos, elas sofrerão reajustes todos os meses. Além das cautelas relativas à regularidade e à segurança jurídica da aquisição de um imóvel, deve o comprador dedicar muita atenção para a leitura e compreensão do contrato que está firmando com o vendedor. Nos comentários de hoje, vamos abordar especificamente a questão do preço e as formas de pagamento de imóvel em fase de construção. Vejamos. Vamos considerar uma incorporação a preço fechado, ou seja, aquela em que o vendedor (incorporador) estabelece o preço do imóvel e se obriga a entregar a unidade, dentro de um determinado prazo e nas condições de acabamento apontadas no contrato ao comprador, por um preço previamente ajustado entre as partes. Nesta hipótese, o preço deve ser informado com clareza, em moeda corrente nacional (R$) e não pode estar vinculado, de forma alguma, a moeda estrangeira e nem a salário mínimo. Estando previsto o paga

Venda de apartamento no Bessa

Lindo apartamento - Confira!! VALOR: 450.000,00 4 QTS (2STS) 2 SLS COM VARANDA COZINHA COM DESPENSA LAVABO ÁREA DE SERVIÇO DEPENDÊNCIA COMPLETA DE EMPREGADA 2 VAGAS NA GARAGEM ELEVADORES PISCINAS SAUNA SALÃO DE FESTA SALÃO DE JOGOS ACADEMIA DE GINÁSTICA 2 APTOS POR ANDAR 166,55 M² TODO AMBIENTADO CONDOMÍNIO: R$ 440,00

Previsão de liberação de crédito habitacional pela CEF poderá passar de 60 bi, ainda neste ano

O volume de financiamento imobiliário da Caixa Econômica Federal deverá bater recorde em 2010, podendo ultrapassar R$ 60 bilhões. Se a expectativa do superintendente de marketing e comunicação da instituição, Clauir Luiz Santos, se confirmar, representará alta de 22% em relação aos R$ 47 bilhões financiados no ano passado. Segundo Santos, somente de janeiro a março já foram registrados R$ 17 bilhões em financiamentos, recorde para um primeiro trimestre. O valor supera em muito os cerca de R$ 8 bilhões registrados em igual período do ano passado. Ele falou com jornalistas, ontem, após lançamento de projetos culturais da Caixa. Antes, em entrevista coletiva, a presidente do banco, Maria Fernanda Ramos Coelho, disse que é esperada procura também recorde no Feirão da Caixa, que será realizado a partir do dia 13 de maio, em São Paulo, e uma semana depois no Rio de Janeiro. "Já estamos com aumento da demanda no simulador habitacional muito significativo", disse Maria Fernanda,

Editora Abril lança “Minha Casa”, de olho no aquecimento do mercado imobiliário

A Editora Abril anuncia o lançamento de MINHA CASA, publicação mensal do segmento de decoração que chega às bancas em 27 de abril. A iniciativa é um reflexo visível do aquecimento do mercado imobiliário brasileiro que, segundo o Sindicato de Habitação de São Paulo, já trabalha com uma margem de crescimento de 10% a 15% em 2010. De acordo com o diretor do Núcleo Casa & Construção, Kaíke Nanne, “o mercado imobiliário vive um ótimo momento, com expectativa de crescimento considerável e por esta razão a Editora Abril está apostando neste novo título para esse setor”. A queda das taxas de juros e a volta do crédito geraram a retomada do mercado imobiliário após a crise. Outro fator relevante é a demanda da população, que foi em busca da casa própria com a ajuda do governo federal, por meio do plano habitacional Minha Casa, Minha Vida. Segundo Nanne, MINHA CASA completa o leque de títulos da Abril que apresenta tendências em decoração de uma maneira dinâmica, atual e agora, ainda mais

Venda de imóveis nunca esteve tão aquecida como nesse ano

A explicação está nos financiamentos com prazos maiores, juros menores e facilitados por programas de habitação. imprimir Comprar a casa própria está mais fácil. A maior prova disso é que a venda de imóveis novos praticamente dobrou em um ano no estado de São Paulo. Os apartamentos mais vendidos são os pequenos, de dois quartos. A explicação é os prazos mais longos e a variedade de opções de financiamentos. Já é possível usar o fundo de garantia para dar lances em consórcio de imóveis e os pais podem usar o FGTS para os filhos. Por causa dessas facilidades, poucas vezes o mercado imobiliário esteve tão aquecido no país. Daqui a um ano, o vigilante José Nilson vai se mudar para um apartamento novo, de 57 metros quadrados, que está comprando na planta. O preço: R$ 112 mil, financiados em muitas, porém suaves prestações. "Eu pago praticamente no aluguel isso. É melhor pagar uma coisa para a gente mesmo, porque futuramente é meu”, diz o vigilante José Nilson. Uma pesquisa feita

Ampliação do “Minha Casa, Minha Vida” para a Paraíba

A ampliação de recursos públicos para o desenvolvimento de programas habitacionais e o aumento do acesso à rede de esgotamento sanitários nos municípios estão entre as oito propostas aprovadas, neste sábado (17), na 4ª Conferência Estadual das Cidades, e que serão levadas à Conferência Nacional, em Brasília. O evento – que começou na sexta-feira (16) – ocorreu no Cine Banguê do Espaço Cultural, em João Pessoa. Também foram escolhidos os 48 delegados que representarão a Paraíba na plenária nacional. Os 550 delegados, que compareceram a 4ª Conferência Estadual das Cidades, elegeram a ampliação do programa “Minha Casa, Minha Vida” para a população de baixa renda e desburocratização dos processo de seleção das famílias contempladas no programa. Entre as oito propostas que serão levadas à Brasilia, na Conferência Nacional, os delegados da Paraíba vão cobrar ao governo federal, estados e municípios a execução de políticas para ampliar serviços de fornecimento de energia elétrica e água tra

Preços dos imóveis disparam nas capitais

Especialistas apontam cidades em que preços estão mais caros. Ganhos tornam mercado imobiliário um investimento atraente. Ligia Guimarães Do G1, em São Paulo A aeroviária Lisa Lima, 34 anos, comprou há dois anos um apartamento na planta no bairro dos Jardins, em São Paulo. Vendeu o imóvel este mês, quando recebeu as chaves, e comemora o bom negócio: ganhou na venda R$ 150 mil a mais sobre o valor da compra, valorização de 73%. “Eu tinha comprado porque eu morava em frente com o meu filho e queria que a minha mãe morasse nele. Daí quando eu vi que tinha valorizado bastante, resolvi revender. E acabou que com o dinheiro dessa revenda eu já comprei outro, na Barra Funda. Nenhuma outra aplicação me daria um retorno tão bom”, comemora ela, que já pensa em juntar amigos para voltar a investir em imóveis. Lisa LimaLisa Lima revendeu apartamento nos Jardins antes mesmo do fim nas obras no prédio. No Rio de Janeiro, uma história similar: espanhol radicado no estado há 55 anos, José Moleón

Vendas de imóveis em SP crescem 90% e atingem o melhor resultado desde 2004

SÃO PAULO – Com 2.858 unidades vendidas, fevereiro registrou recorde em comercializações de imóveis na cidade de São Paulo. O crescimento frente a janeiro foi de 89,5% - o melhor resultado para o mês desde 2004, revela pesquisa realizada pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o aumento foi de 83,7%. Segundo o levantamento, enquanto no ano passado apenas 7,7% dos imóveis ofertados na capital paulista foram comercializados no segundo mês de 2009, em fevereiro deste ano, o indicador VSO (Vendas sobre Oferta) atingiu 21,1% - ou seja, de cada mil imóveis residenciais em oferta, 211 foram vendidos, também o melhor fevereiro desde 2004. De acordo com o Secovi-SP, o VGV (Valor Global das Vendas) em fevereiro alcançou R$ 915,1 milhões, um aumento de 55,9% frente ao valor verificado em janeiro deste ano, quando as vendas de imóveis novos movimentaram R$ 586,9 milhões. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o incremento foi de 157,7%. Pref

Aumenta procura por consórcio imobiliário

s Consórcios decolaram beneficiados pelo aumento da renda do trabalhador, especialmente daquele que quer fugir dos juros altos dos financiamentos. Marlon e a mulher pretendem comprar o apartamento onde moram como inquilinos. “Acho que logo, logo, a gente vai poder dormir em uma noite e acordar na outra como proprietário”, espera o gerente comercial Marlon Tomanini. Dinheiro para isso eles já têm. Marlon entrou em um consórcio. No mês passado, deu um lance e foi contemplado com uma carta de crédito de R$ 350 mil. “Já está tudo montado, estou tranquilo aqui. É mais fácil, mais econômico, só vou cuidar das prestações do consórcio”, aponta Marlon. O sistema de consórcios no país começou 2010 com um salto. Em janeiro e fevereiro, o volume de negócios atingiu R$ 8,6 bilhões - 43,3% a mais que no primeiro bimestre de 2009. Quem liderou esse boom foram os consórcios de imóveis, que registraram alta de 46,4%. Os de veículos cresceram 38,7%. Já são 3,8 milhões de consorciados no país,